domingo, 29 de março de 2009

FATÃO



The Perfect Lovers - Félix González Torres
.

A morte chega mais rápido para aqueles que aguardam o telefone tocar.

Fernanda Young




.

sábado, 28 de março de 2009

Ontem eu tive a certeza absoluta que morri.





.

shame on me

Não se falou outra coisa esses dias. Falo sobre o caso da agressão de suposto cunho homofóbico feita por um aluno da engenharia contra um aluno da Escola de Belas Artes na moradia Universitária de UFMG.

Conheço pessoalmente os dois. Na verdade, não tenho certeza se o agredido é gay ou não, nunca ouvi dele essa afirmação. não importa. Quanto ao agressor, o conheci quando ele morava junto com um de meus melhores amigos em um apartamento da moradia.


O chamávamos de " o tranceiro" achávamos engraçadinho aquele jeito boyzão-molecão, do tipo que tira foto fazendo hang loose e mordendo a língua, com seu boné virado pro lado, saradinho e falando várias gírias de boy como véi e fraga.

enfim, jamais imaginaria que fosse receber essa notícia desagradável, lamentável. Os movimentos de defesa dos homossexuais estão aí fazendo barulho, denunciando, fazendo sua parte. Todo tipo de agressão deve ser punida, e acho que isso é o que está sendo feito no momento pelas autoridades da UFMG.

mas o que mais me choca, além do fato em si, é o discurso do público que assiste a tudo isso. me enoja ler o que pensa boa parte da comunidade estudantil da UFMG. Analisando as opiniões de universitários que se gabam de estudar na melhor universidade pública do país ( como fazem questão de dizer ), não acredito que
são pessoas como essas que serão o progresso, a pesquisa de ponta, o futuro tecnológico-científico intelectual desse país.

uma olhada rápida nos tópicos sobre o assunto na comunidade do Orkut sobre o caso ilustra o que estou dizendo: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=27334&tid=5317617554851386658&na=3&nst=11&nid=27334-5317617554851386658-5317772122198255018


se tiver paciência e estômago, leia também : http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=27334&tid=5315297447944878613

por isso, sinto vergonha de ser um aluno da UFMG.



.

segunda-feira, 23 de março de 2009





Me ajudem a interpretar alguns sinais de Domingo.
O que quer dizer quando você sente vontade de surrar o Sílvio Santos quando ele faz aqueles aviõzinhos com notas de 20,50 e 100 reais e joga pra aquele monte de mulher pisoteando umas as outras?

Por que antigamente você acordava super cedo no domingo e sentia que Domingo de manhã era a hora mais feliz e legal da semana? ( Hoje quando acorda já são umas 14 horas, e você só pega a parte trash do domingo. )
Você percebe que fazia muito tempo que não sentia um Domingo como Domingo, pois passava boa parte deles na internet.

Se pergunta o que fazer nesse dia propositalmente criado para casais de namorados apaixonados, famílias felizes e barulhentas do tipo italianas-brasileiras, ou se você é daqueles grupos de jovens católicos que passam o dia cantando e sorrindo. Bom, acho que todo mundo pelo menos em algum momento da vida, já foi um pouco dessas coisas acima. Agora estou aqui viajando e me perguntando o que sou agora. Não sei porque, mas tenho achado Domingos um dia muito complicado de ver os amigos. Parece que é o dia que ninguém ta com saco pra ninguém.

Um fetiche: E aquele seu vizinho gostosão lavando o carro sem camisa domingo de manhã ? De preferência ouvindo algo bem alto como Ivete ou Zezé di Camargo.

O começo da fossa dominical: após o almoço.
Ver Malu Magalhães no Faustão definitivamente é a coisa mais absurda que há. Não dá, não dá. É agressivo, é revoltante.

Malu..
Gugu, Luiza Ambiel, Lombardi, Caçulinha, Renata Banhara, Ellen Ganzarolli e Celso Portiolli te desprezam.

Aqui espera se que a comida mais legal da semana seja o almoço de Domingo. E quem não espera isso? Quem já não sentiu revoltadinho quando em vez dos frangos recheados , das picanhas e dos salpicões, mousses e outras bombas mortais a base de creme de leite, o que tinha era sardinha e um macarrão chocho? Existe algo melhor do que comer requentado o que sobrou do almoço? De preferência vendo alguma matéria do Fantástico sobre comportamento fuleiras tipo aquelas “Quem é mais desorganizado em casa, homem ou mulher”. Tudo antes do fim do programa e sua música do horário-que-mais-tem-suicídios é claro.
.

uma surpresa



Peguei o ônibus respirando poesia, com o coração batendo mais forte e mais lento ao mesmo tempo. Engasgado por não ter conseguido dizer tudo que gostaria de ter dito a você a tempo. Por isso eu quero escrever agora. Não me importo se você jamais lerá. Até porque eu acho que vou te escrever, não sei. Talvez não precise.

Ficamos 3 anos sem se falar. Nos reencontramos no último dia meu e seu nessa cidade. Você foi pra longe, bem longe. Eu vim pro cerrado. Definitivamente não temos nada a ver, exceto por uma coisa que eu realmente desconfio: a maneira como você dorme em meus braços e a minha satisfação em fazer isso.

Esbarrávamos-nos na vidinha clubber dessa BH, tantas vezes que se tornou natural ignorar a presença um do outro, abrir uma cerveja e curtir o resto da noite e cantar o refrão do Goldfrapp. Me acostumei a tratar você na minha mente como mais um, mais um número da minha estatística pessoal de desamores, das minhas tabelas de romances que não deram certo. Tudo com muita risadinha maliciosa, é claro. Pra no fundo, esconder aquela magoazinha, aquela dorzinha de cotovelo.

Eu realmente não esperava te rever. Pior. Eu realmente não esperava por nada que pudesse vir de você algum dia para mim. Nada. Ok, assumo que caras como você, frios, de poucas palavras, insensíveis boa parte do tempo, que ignoram o mundo alheio com uma facilidade que me impressiona, de certa forma me despertam uma atração bizarra, mas realmente você conseguiu me surpreender.
Jamais imaginaria que você surgiria daquele jeito, me interrompendo no meu novo prazer que é beber como se estivesse realmente num pub, sozinho no balcão, sentadinho. Quietinho .

Não importa se todo o contexto de despedida e pieguice influenciou. Não importa se estávamos bêbados, não importa nada mais. O que importa é que eu fiquei muito feliz e emocionado. Talvez a gente não se encontre mais nessa vida, eu entendo. Talvez não tenha passado dali, esse momento tão bonito. Mas pra mim, vale o que ficou. O que ficou foi uma sensação muito boa e de paz. De leveza. As pessoas vêm e vão embora de nossas vidas em silêncio e fica por isso mesmo. Mas você foi embora e me deu um dos mais, se não o mais belo presente que eu espero receber, ou ouvir de alguém :

“__ Você me fez muito bem.”

Não me resta outra coisa a dizer se não o mesmo. Por isso e tantas outras coisas de você, eu me sinto ótimo agora. Eu não quero me esquecer de você. Ainda sinto o cheiro doce do seu corpo.
Até algum dia nesse mundo absurdo e fantástico.

.

as mães

Algo que tem me tirado o sono é descobrir como lidar com a hiper sensibilidade de minha mãe.menopausa, alguns problemas de saúde, e outras coisas tem a deixado muito mais sensível e pré disposta a chorar por qualquer coisa. Em vez de ser compreensivo, fico nervoso e parado, inerte, mau humorado, e assim desanda o caldo todo.
Uma cena dessa semana:
Mãe cisma de reorganizar TODA minhas coisas que trouxe na bagagem. Esvazia todas as pastas e envelopes e recoloca tudo em gavetas e novas caixas. Peças de portfólio vão se juntar com documentos, textos acadêmicos e outras coisas nada a ver. Me pergunto se o critério que ela usa são tamanhos de papel. Fico emputecido, dou uma bronca básica azedinha, e pronto, lágrimas a caminho. Tragicômico.


Uma vez, a alguns anos atrás ela me confessou que se sentia arrependida por ter educado meu irmão e eu da forma rígida como tinha sido. Vejo que hoje ela tenta achar um novo papel, pois a única coisa que ela soube ser nessa vida é ser mãe. Mãe da mãe dela, que morreu de câncer quando ela tinha 12 anos, mãe de vários primos meus que já moraram aqui, mãe da minha outra vó, e tantas outras vezes que a vi só cuidando dos outros. É assim.

Minha angústia se sustenta no fato de não saber o que fazer pra aliviar isso, de não ter coragem e iniciativa de fazer algo pra que se sinta cuidada, menos frágil, e demonstrar melhor o que sinto, para talvez, quem sabe se sentir melhor.

Sei que não depende só de mim para que ela sorria mais, mas sabe quando você se sente fazendo bem menos do que é capaz de fazer?
A primeira coisa que posso dizer sobre estes dias aqui é que ando com sono quase o dia todo. Tenho dormido relativamente bem, até melhor se comparado anteriormente em Belo Horizonte, mas ainda assim não posso encostar-me a lugar algum que os olhos pesam, e começo a sonhar. Tenho começado a me preocupar com isso.
A rotina tem sido basicamente acordar um pouco mais cedo do que de costume, assistir Simpsons com meu irmãozinho, como e tento me sentir útil nessas férias fora de época. Já chamei esse tempo de férias, de rehab, de casulo, de fuga, do diabo a quatro. Mas tudo não passa de uma tentativa de arrumar uma bagunça que fiz na minha vida nesses cinco anos fora de casa. Documentos pra por em dia, dívidas, títulos, é muita coisa pra irritar, alguém desorganizado como eu.
Enfim, estou procurando fazer o máximo de coisas úteis e produtivas enquanto não tenho retorno de coisas que deixei pendentes ou na expectativa por aí. É checar todo fim de tarde se aquele editor que prometeu te chamar pra ilustrar a próxima edição da revista te mandou algum email, é mandar mais emails, é xingar pela falta de inspiração do dia de hoje pra criar algo que seja WOW pra você. Isso ilustra algumas partes desses dias, estranhos, meio serenos, meio turvos. Estranhos.

segunda-feira, 16 de março de 2009

FACES






O artista plástico holandês Levi van Veluw desenvolveu uma série de auto-retratos em que utiliza sua cabeça como 'tela' para suas próprias criações.

Com luz, grama, galhos de árvore, madeira, carpete, pedras, cabelo e outros materiais do dia-a-dia, ele próprio faz 'esculturas' e desenhos sobre sua figura, e em seguida se fotografa.

"Cada elemento é escolhido conscientemente", diz o artista. "Minha cabeça é o veículo dessas transformações e combinações, mas o rosto inexpressivo - quase universal - permite ao espectador se projetar no trabalho."

Sua obra mereceu vários prêmios de arte, inclusive o de melhor fotógrafo de Belas Artes de 2007 no International Photo Awards, dos Estados Unidos.

As fotos estão sendo exibidas na Ronmandos Gallery, em Roterdã, na Holanda. Em abril, elas poderão ser vistas na mostra Art Brussels, em Bruxelas, na Bélgica.


fonte: BBC Brasil

quinta-feira, 12 de março de 2009


falling Mama Air - Aya Takano


Hoje, tive uma notícia feliz.dep0is de tantas nem tanto, hoje não vou deixar nada me tirar essa alegria. nem que seja só por hoje.

Ligue pra sua mãe, quando receber uma boa notícia. Tenho certeza que escutei um anjo dizer Amém na linha.

quarta-feira, 11 de março de 2009

CHOCADO


não sei se esse link é mesmo real..mas fiquei bem chocado com o que vi aqui.

A crise financeira é terrível, mas acho que isso já é demais.

segundo o site da Adital:

O tráfico de órgãos é uma realidade na América Latina. Países como Argentina, Brasil , Honduras, México e Peru fazem este tipo de comércio com compradores alemães, suíços e italianos, segundo um informe da Organização das Nações Unidas (ONU). Na Argentina, por exemplo, há denúncias de casos de retirada de córneas de pacientes declarados em morte cerebral, depois de terem falsificado explorações cerebrais.

.

um segundo

Lindo video e mensagem para comercial da Seiko jo Japão.
( Créditos Blog Meu Japão )





『一秒の言葉』
UMA palavra de UM segundo


「はじめまして」・・・

"Prazer"...

この一秒ほどの短い言葉に、一生のときめきを感じることがある。

Com essa curta palavra de apenas 1 segundo,
é possivel sentir a maior emoção da sua vida


「ありがとう」・・・

"Obrigado"...


この一秒ほどの短い言葉に、人のやさしさを知ることがある。

Com essa curta palavra de apenas 1 segundo,
podemos sentir a generosidade de uma pessoa


「がんばって」・・・

"Boa Sorte"


この一秒ほどの短い言葉に、勇気が蘇ってくる事がある。

Com essa curta palavra de apenas 1 segundo,
podemos recuperar a coragem


「おめでとう」・・・

"Parabéns"


この一秒ほどの短い言葉に、幸せが溢れる事がある。

Com essa curta palavra de apenas 1 segundo,
é possível transbordar de felicidade

「ごめんなさい」・・・

"Desculpa"...

この一秒ほどの短い言葉に、人の弱さを見る事がある。

Com essa curta palavra de apenas 1 segundo,
podemos ver a fragilidade das pessoas

「さようなら」・・・

"Adeus"...

この一秒ほどの短い言葉が、一生の別れになる事がある。

Essa curta palavra de apenas 1 segundo
pode significar uma despedida para sempre

一秒に喜び、一秒に泣く。

Sentimos alegria em um segundo e em outro choramos

一生懸命一秒

Esforço a cada segundo

terça-feira, 10 de março de 2009

Crazy World


We're part of a
We're part of a
We're part of a
A crazy world


MusicPlaylistRingtones
Music Playlist at MixPod.com


Come on Home

Poisé, comecei hoje a fazer as malas. volto por tempo indeterminado pra minha cidade no Domingo. O mais incrível é que achei que isso seria doloroso, dramático, mas nem tá sendo. "Melhor ainda é poder voltar quando quer.." acho tão linda essa frase que tem na abertura daquela novela, Senhora do Destino que tá sendo reprisada a tarde.



Lembro que quando saí de casa a 5 anos atrás pra estudar aqui, meu irmãozinho na época tinha uns 5 anos ficava cantando a letra inteira dessa música, eu e minha mãe morríamos, é claro hehe. Mas é basicamente isso, apesar de tudo e todas as coisas bem chatas que ando passando, no fim, na última semana aqui me encontro num estado curioso de lucidez, de auto-compreensão.

Claro que bem chateado por estar desempregado exatamente na época em que to me formando, mas de maneira alguma me sinto derrotado, ou algo assim. Rola sim um medo de perder o fio da meada, de não conseguir fazer tudo que to planejando daqui pra frente, mas é preciso ter paciêcia e isso é algo que estou disposto a ter.

É inevitável não ficar lembrando de tudo que aconteceu em cinco anos. Fiquei bem assustado quando me dei conta que dia 14 de março agora fazem exatos 5 anos que moro em BH. 5 anos atrás estava eu, chegando com malas e caixas na rodoviária, chorando, mas chorando tanto. eu tenho certeza absoluta que aquela madrugada-dia foi o fato mais triste que ja tive na vida. Deixar meus pais, sair de casa, tudo.

e 5 anos se passaram. tive minha primeira vez, meu primeiro beijo de verdade, o primeiro porre, e tudo que não faz sentido listar aqui. Hoje fica a pergunta se tudo valeu a pena. acho que sim, aliás, tenho certeza que sim. é difícil fazer um balanço atual, com tanta coisa acontecendo. meus amigos me fazem a mesma pergunta, se vou morar na minha cidade Natal pra sempre. não, não vou. não é o que pretendo por agora..Algumas coisas estou deixando aqui, caso apareça algo, volto, talvez sim, talvez não. Acho que depois dessa graduação, estou preparado pra viver em qualquer lugar desse mundo, e essa idéia me estimula.

Mereço esse descanso. Mereço esse stand by, pra poder mostrar realmente o que consigo fazer. nesse intervalo, talvez plante uma horta, vá que eu goste. Conversar mais com meu pai, beber cerveja com ele, coisa que nunca fiz nessa vida junto dele. voltar a cuidar do meu corpo, entrar numa academia denovo. O melhor lugar pra você cicatrizar as feridas de um coração, é na casa dos seus pais. enfim, tem muita coisa pra melhorar. Fora que vou deixar pra trás alguns fantasmas, e coisas que acho que não têm evolução mais. Por mais que eu tenha a benção de ter uma casa com meus pais ainda vivos pra me receber de volta nesse momento punk, tenho um certo medo.

Aquele medo e angústia de quem mora fora passa, de não se adaptar denovo e tão bem na casa que você saiu. de ficar muito chato e ranzinza, coisa que fico com frequência lá. Já falei aqui, é triste isso. mas eu to disposto a ser mais legal, a tentar não brigar tanto em casa.
Curioso e preocupado pra saber como serão esses dias lá. podem ser umas 2 semanas, podem ser vários meses. Vou sentar, ver o que tá acontecendo pelo mundo e as possibilidades de trabalho aqui e ali. Posso estar desanimado com muita coisa, mas um tanto otimista ainda. A gente aprende que muitas vezes, á única coisa que se pode fazer é seguir em frente.

Detesto quando escrevo e fica parecendo auto ajuda como está , mas não estou no clima de deixar com uma cara mais poética e subjetiva, e além disso é o que realmente estou sentindo.

Estou gostando do jeito que esta sendo esse tchau a Belo Horizonte. sem festas de despedidas, sem dramas, sem lágrimas. Tudo o que não quero agora são mais lágrimas. discretamente, sem dor, como todo e simples "tchau".


espero que tudo seja assim daqui pra frente. simples e sereno, como estou me sentindo agora.

segunda-feira, 9 de março de 2009

domingo, 8 de março de 2009

A foto acima é um trabalho meu feito em 2007, no Festival de Inverno da UFMG em Diamantina. Gravura-fotografia, e um pouco de intervenção. mas não vou falar em detalhes desse trabalho, apresento um pouco dele agora pra contextualizar o post. daqui a pouco volto a falar desse trabalho, aliás, o título dele é Patrimônio.

Tem épocas que a gente, solteiro, relativamente tranquilo entra numas histórias malucas e intensas, verdadeiras histórias de amor e paixão que duram uma semana, duas no máximo, mas que te deixam idiota, escravo dessa coisa maluca que é ficar ( muito ) afim de alguém.

bom, a semana passa, depois de um monte de coisas bonitinhas, email, saídas, cineminhas e todas aquelas-coisas-de-pessoas-que-estão-se-conhecendo-melhor fazem, você se toca que o carinha não se empolgou tanto como você SEMPRE espera, rejeição, claro. fica triste obviamente, poe algum verso de uma música mágoa e fossa no seu nick do messenger, amaldiçoa todos os gays, o mundinho, tudo. resumindo, fica uma coisinha mal resolvida que não é tão dolorosa como a mágoa do fim de namoro, mas que uma hora ou outra vai reaparecer pra te irritar um pouquinho.

Bom, é por isso que falo dele. Ele é considerado um partidão e tanto em Belo Horizonte. O carro dele é o mais legal, sua casa a mais bacana e moderninha. Suas coleções de vinis, e brinquedos antigos deixavam qualquer um radiante. Frequentava lugares como MP5, Roxy, Deputa, talvez NaSala, e obviamente Café com Letras. Não sei mesmo quando foi que ele descobriu meu nome e veio ser simpático comigo quando eu trabalhava na Roxy.

Minha barriga começava a doer, aquela dor de barriga estranha quando vc tá muito excitado, nervoso. homens bonitos geralmente me deixam assim quando chegam muito perto. era assim toda vez que ele aparecia bem discreto com aquele sorriso enorme, aquele porte todo. aquilo tudo. E pensava, além de lindo, ele é tão simpático, como pode ?
E obviamente, jamais cogitava que um homem como aquele pudesse algum dia ficar afim de mim. aquela coisa, óbvio que eu queria que ele ficasse afim e estaria com um olho aberto e preparado se algum dia essa oportunidade acontecesse.

E um dia aconteceu.

ele tem 30 anos. mas eu sempre achei que ele tivesse mais, por ja ter uma vida independente, suas coisas, uma carreira, eu diria. Certo dia, esbarro com ele na Savassi, é claro e ele pede pra ficar e tomar um café com ele. Tremendo, gaguejando e embaralhando as palavras, aceito, e sem alcool nem nada, lembro que foi um dos fins de tarde de Domingo mais estimulante e de sorrisos bobos, de 2008. não parava de me perguntar " Eu realmente estou aqui, com ele ? ".

cara você pensa, aquele homem que SEMPRE idealizou, aquela mulher que você SEMPRE babou..ali te dando mole, num café, querendo saber mais sobre você, falo isso porque é bem diferente dele ou ela te pegar numa balada por exemplo, com o som no talo, mais pista cheia e alguma droga ou alcool na sua cabeça.. é muito diferente, não melhor ou pior, mas outra coisa.

enfim, aí começa tudo que falei acima. os telefonemas fofos..tudo. toda a expectativa de que ele poderia ser O namorado. e em duas semanas, acaba. assim. fim. " ainda estou pagando uma dívida do meu último namoro" foi o que ouvi como justificativa. enfim, bola pra frente, sem nenhuma cena feia, pelo menos. meses se passam, da última vez que soube, ele está namorando agora.

hoje recebo um email dele, propondo uma parceria num trabalho artistico, com fotografia e outras linguagens. Trabalhamos em áreas parecidas. Passado o susto inicial, me veio uma coisa estranha, um sentimento de atordoamento que não se posso chamar de triste, mas também algo que não é alegre. Se uma coisa não é triste nem feliz, ela é o quê ? Notei que minha barriga não doía mais. que não iria perder o sono como outras noites, pensando nele. pensando em tudo que poderia virar realidade e que tava nos meus sonhos românticos.

Mesmo que foi rápido e tranquila nossa historinha de amor de 2 semanas, foi muito forte e intensa pra quem anda passando por sucessivas historinhas dessas, como eu. Estava sendo um inferno, ficar sem se envolver nunca foi um problema pra mim, sexo tb não. mas estava tendo o azar do cão nisso. foda. quando é uma ou outra tudo bem, mas quando começa a se repetir, não tem graça. carência é realmente uma merda.

Isso tem dois lados, o lado bom ( ou o mais parecido com isso ) é que sei que não vou viajar, não vou surtar, não ficarei achando que o convite de fazer o trabalho junto é o mesmo convite daquele dia no Café, que fiquei desenhando passarinhos nos guardanapos pra aliviar minha tensão enquanto falava com ele. A parte meio melancólica é que você percebe que talvez esteja mais maduro, mas frio, mais desconfiado de tudo, essa proteção que a gente acha que vai nos poupar de mais ilusão e decepção. o único jeito é acreditar nessa verdade , se conformar.
é como se você adrestrasse seu coração. ele vai sempre sentir alguma coisinha lá guardada, aquela vontade de dizer coisas romanticas, de acariciar a barba, de dar um beijo, mas a razão tem que prevalecer, e isso não pode, então comporte-se. pra tudo ficar bem, e sem climão.

Já disse por aqui que não consigo nem quero ser amigo de ex namorados, ou ficantes, não importa. Não faz sentido, não aprendi a lidar com isso. Podemos ser super simpáticos, educados, gentis e prestativos, mas amigos, não. isso não. por que no fundo, eu ainda gosto de cada um deles.

Eu não sei o que responder a ele. não sei se estou tão a vontade pra trabalhar junto, agora, depois de meses sem vê-lo. Será que vou perguntar " como vai o namoro ? ", sei lá, talvez ele que me pergunta isso antes. Não estou abalado, nem confuso. pelo contrário. Esse seria o menor dos dilemas agora. Mas fico de certa forma intrigado, pensando nessas coisas do acaso e no mistério que é essa coisa que é gostar de alguém e as mais absurdas maneiras e ocasiões que a vida coloca, tira e põe de volta essas pessoas no seu e no meu caminho.


.

sábado, 7 de março de 2009

Me pergunto se Lady Gaga é uma mulher que sonha em ser uma Drag ou uma Drag que se realizou como mulher.

Só sei que AMO.


Apenas um hype ? não ligo. continuo amando.
Espero que ela passe na prova do temido segundo album.




.

Catarse com todas as Miss Universo entrando e dançando juntas, todas em Just Dance.
( uma das primeiras perfomances ao vivo de Gaga )

.


.

ABSURDO. AWESOME.

Peter Gronquist, EUA . gold louis vuitton chainsaw

Escultura, 2008.
site do Peter no Deviantart: http://peter-gronquist.deviantart.com/


.



feminist.

Indonésia. ( YaYam )

.

Water. Air.

So that we can begin again
Wash away all our sins


.
Quinta, meia noite.




Com insônia e dor de cabeça, fui ficando irritado com o cheio fortíssimo de algo queimando no ar. Fui até a área de serviço e vi fumaça subindo do segundo andar do meu prédio. ( moro no quarto ), daí na hora desci as escadas descalço, e chamei uns vizinhos que estavam voltando de uma pelada. Fomo até os fundos do prédio pra ver direito, aí apareceu síndica, interfona pro dono do ap que acorda, desliga a panela que estava derretendo no fogão. todos dormem aliviados, passa o cheiro forte. (lembro queisso aconteceu comigo uma vez tb. ) fim.



Sexta , meio dia e quarenta.


Tremendo, com náuseas, dormente e com o corpo todo mole de tanto passar raiva ao telefone com o SAC da Cemig, vou pra sede da empresa no Centro de BH pra ver a papelada de religação da luz por uma conta que o antigo morador esqueceu de pagar. Ela, uma das atendentes percebe que não estou me sentindo bem e talvez por medo de cair duro no chão por um colapso nervoso, ela me trata bem e carinhosa na voz como jamais fui atendido. me encaminha no telefone e consigo resolver tudo. uma menina com voz de 12 anos me pergunta:

" Você estuda na UFMG ? "

" sim. "

" Ah sim, hihihi, é que eu moro nessa rua também, ihihihihihi."

A atendente mais miguxa e meiga ever. fiquei ainda mais atordoado depois de passar a manhã falando os piores palavrões do mundo.

A moça que me recebeu me olha feliz, e eu sinto vontade de abraçá-la, de beijá-la. de deitar com ela no chão encerado da agência e ficar rindo atoa, contando bobagens. ela não faz nada além do que é obrigada a fazer para receber seu salário, ela não fez nada além do protocolo.

aí me pergunto se ando sensível demais pra essas coisas. se to muito fresco, ou realmente esses micro-milagres do dia a dia acontecem e mudam o jeito da gente pensar na maneira como estamos conduzindo a nossa vida.




.

de noite



reencontro alguns colegas que entraram comigo e no curso e que vamos colar juntos neste sábado. sessão nostalgia absurda, que deve continuar nos próximos dias. :)

tem gente que não tem a mínima noção do bem que elas fazem aos outros, só pelo fato de existirem, de te acenarem na rua, de tomar um cafezinho com você. sem pieguice, sem forçação.

quinta-feira, 5 de março de 2009

...





.


gosto amargo na boca.




e chove, chove absurdamente em Belo Horizonte. com todos os ferozes trovões possíveis.







.
.


.

.

.

Uma coisa que aprendi quando tudo, absolutamente tudo está dando errado na sua vida é que você tem que lutar contra aquele tipo de pensamento " não pode piorar mais do jeito que está ".

Porque pode piorar sim e muito.

o presente do dia foi um belo corte de luz. o mais estranho é que foi um atraso curto.

E a novela pra resolver isso que é a pior parte. pior, péssimo..ruim..palavras que ando me acostumando. Então acho que devemos fazer o possível para afastar esse pessimismo, afinal quanto mais a gente acha que não tem mais cair, você cai, e cai feio. e eu tenho tentado evitar o máximo possível de trazer dor, tristeza e relatos de tudo de ruim que anda acontecendo comigo. mas eu tenho tido um retorno positivo de alguns leitores daqui, então vou falar um pouco.

talvez o mais interessante desse inferno astral que tá perdurando, é que você aprende muito somente com sua presença, se adapta e cria estratégias de sobrevivência sozinho. e aos poucos você também passar a aceitar melhor a ficar a sós com você mesmo. Não ando tendo mais paciência para responder a pergunta " Oi João, como você ta ? ". ( não me pergunte isso, por favor. me irrita e me ofende, atualmente. ) Acho que tudo que fica repetitivo, fica chato, patético.

Quando eu era mais novo eu ficava remexendo os formigueiros e vendo as formiguinhas correrem feito loucas, desorientadas pra lá e pra cá. Ficava pensando numa gritaria e pânico naquele momento.

eu vejo todos ao meu redor dessa forma, todos perdidos, tentando reencontrar a sua ordem das coisas, sua calma rotina. é difícil achar que alguém pode ajudar outro nessas condições, por isso quando digo que me sinto sozinho pra resolver as minhas coisas, é uma constatação de certa forma serena, sem rancor, revolta ou mágoa.

Enfim..como alguns amigos blogueiros dizem, isso aqui pra mim é meio terapia. é meio que que deixar com que as horas do dia passem mais rápido possível, até a chegada "de algum dia". algum dia especial, em alguma coisa.

quarta-feira, 4 de março de 2009

Belo Horizonte, me mostre que ainda não é hora de desistir de você.
Me convença de que vamos voltar a ser como erámos.

What it feels like for


image by Threadless.



.

MEME - Prêmio Dardos


Com o "Prêmio Dardos" se reconhecem os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. Que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à web.
.
Agradeço imensamente a querida indicação do BHY. Esse humilde blog meu, fruto de horas de solidão, fica honrado pelas sempre agradáveis palavras de quem tanto admiro.

então. vamos lá!

As regras para o selo Prêmio Dardos são:
1 - Colocar a imagem do selo no seu blog;
2 - Linkar a pessoa que te indicou;
3 - Indicar mais 15 pessoas ao prêmio;
4 - Comentar no blog dos indicados sobre esta postagem.




. Base Eletrônica > tudo que sai fresquinho aqui e la fora, vc ouve e baixa aqui. Música eletrônica da mais alta qualidade por quem realmente entende.
. Muito Japão > encontrei um lugar onde mato minha fome pela cultura nipônica. se vc tb é apaixonado pelas coisas japonesas, vai ficar horas nesse blog.
. Salada de Frutas > o humor dele é ótimo. sempre uma fofoca do mundinho pro dia ficar mais alegre. ( ta, eu o acho bonitão tb )
. Caneta Nanquim > Blog de uma amiga de longa data. Poucas pessoas conheço mais sérias e comprometidas com trabalho como a Júlia. desenhos bonitos e sempre um bom conselho pra quem ta na area de Design.
. A Besta e a Fera > João escreve belos poemas, sonhos, pensamentos. Gosto de ler os sonhos dele.
. BHY > O mais humano, o mais honesto. como aquele amigo ou namorado que vc tem vontade de ligar de madrugada. me sinto calmo com as palavras dele.
. Musica pras Bunita > MUSICA pra baixar e dançar até falar chega.
. Gustavo Kitagawa > Blog de um dos meus melhores amigos. pra quem quer aprender um pouco de tudo com ele. e conhecer as idéia dele. artista q eu pago pau mermo.
. Mãe, to sem roupa > coisas de meninas, e todo tipo de novidade colorida e que vc vai querer comprar e ter, vc se informa aqui.
. Futricô > Tudo que ela mostra e fala parece ser gostoso, colorido, divertido e agradável. Por uma vida mais bonita e cheia de vida, leia o Futricô. ( outro blog de menina, mas fazer o que! )
. Mágoa de Caboclo > blog de uma pessoa linda em todos os aspectos e que tive o prazer de conhecer pessoalmente a autora antes. é uma delícia ler as coisas do mundo da Kátia, e acredite: além de tudo isso, cozinha divinamente.


bom..não indiquei 15 pessoas, mas acho que tá valendo de todo modo. são alguns blogs que fazem valer a pena os minutos em frente ao computador.

obrigado, BHY!

.

Cocoricó

Tem uma pessoa espalhando por aí que eu sou galinha.



Bom,




o que eu posso dizer é o seguinte, pessoa:

" A gente acostuma. "





.

VAMOS PARTICIPAR

Vamos participar e judar na divulgação do abaixo-assinado para a
campanha "Não Homofobia". Por favor, acesse o site e participe.
Indique para os amigos, para os amigos dos amigos e vamos juntar 1
milhão de assinaturas. Nesse link há mais informações e banners que
você poderá colocar no seu site e ajudar na divulgação:




não custa nada e você só gasta 5 minutos preenchendo seus dados. dê uma força, vale a pena ser politizado as vezes!

.

terça-feira, 3 de março de 2009

Friend

os amigos de verdade são aqueles que você fica meses sem se falar e quando se encontram parece que foi ontem. eu tenho a sorte de ter todo tipo de amigo, e especialmente amigos como esse, o Gustavo. não é o primeiro retrato que ele faz meu, todos muito bem feitos e cada dia melhores.

esse foi um presente do meu aniversáro, na ultima quarta feito por ele. e eu adiando e enrolando pra fazer um retrato dele tb..affe.

brigado Gustavo, espero que tenhamos muitos anos assim pela frente. e obrigado a Deus por colocar vc como um amigo de verdade no meu caminho.

quem quiser ler o depoimento com o desenho q ele fez : http://gus-kitagawa.deviantart.com/art/Happy-B-Day-Joapa-114157317




.



procê vê..

continuem bricando.





.



caridade.

não me irrita

Vamos falar menos e fazer bem mais? Sexualmente falando, a gente chega num acordo.

fica aqui a dica.




.

segunda-feira, 2 de março de 2009

Coisas que você deve saber antes de entrar na faculdade:

Coisas que você deve saber antes de entrar na faculdade:

1 - Não importa o quão tarde é a sua primeira aula, você vai dormir durante ela.

2 - Você vai mudar completamente e nem vai notar.

3 - Você pode amar várias pessoas de maneiras diferentes.

4 - Alunos de faculdade também jogam aviões de papel durante as aulas.

5 - Se você assistir às aulas calçado, todo mundo vai perguntar por que você foi tão chique para a faculdade.

6 - Cada relógio no prédio mostra um horário diferente.

7 - Se você era inteligente no colegial… azar o seu!

8 - Não importa tudo o que você prometeu quando passou no vestibular, você vai às festas da faculdade, mesmo que sejam na noite anterior à prova final.

9 - Você pode saber toda a matéria e ir mal na prova.

10 - Você pode saber nada da matéria e tirar dez na prova.

11 - A sua casa é um ótimo lugar para se visitar.

12 - A maior parte da educação é adquirida fora das aulas.

13 - Se você nunca bebeu, vai beber.

14 - Se você nunca fumou, vai fumar.

15 - Se você nunca transou, vai transar.

16 - Se você não fizer nada disto durante a faculdade, não fará nunca mais na vida, a não ser que você faça uma nova faculdade.

17 - Você vai se tornar uma daquelas pessoas que seus pais falaram para você não se meter com elas.

18 - Psicologia é, na verdade, biologia.

19 - Biologia é, na verdade química.

20 - Química é, na verdade física.

21 - Física é na verdade matemática.

22 - Ou seja, que mesmo depois de estudar anos, você não vai saber nada.

23 - Que sentir depressão, solidão e tristeza, não são frescuras de quem não tem o que fazer.

24 - Que você sempre vai prometer que no próximo bimestre você vai estudar mais, festejar menos, mas sempre acontecerá o contrário.

25 - As únicas coisas que compensam na faculdade são os amigos que você fará lá.

26 - Não verá a hora de terminar a faculdade.

27 - E quando terminar, perceberá que foi a melhor época de toda a sua vida.