segunda-feira, 6 de julho de 2009

o melhor amigo

Cada dia que passa, me questiono sobre essa figura do Melhor Amigo. Não que ache que não existam amigos que pra gente sejam melhores que outros, mas ando tendo conflitos com essa imagem clichê do melhor amigo. Aquela coisa adolescente, de irmãos siameses que fazem absolutamente tudo junto, e que se entendem e identificam-se plenamente em cada camada de suas personalidades. Ou pelo menos se destacam nesse esforço mútuo. Esse post é sobre essa construção imagética de Melhor amigo que nos fizeram acreditar um dia.
O melhor amigo é o “eleito”. Seria ele que guardaria seus segredos mais valiosos e comprometedores. Ele tem cotas em tudo na sua vida. É o primeiro a chegar e ultimo a sair.
Mas hoje vemos tudo mudado. Eu vejo.
O melhor amigo pode te ajudar nos apertos. Mas ele se recusa a se abrir com você. O melhor amigo não te manda mais bobagens que vocês riam até passar mal. O melhor amigo pode te emprestar todas as suas roupas mais legais, mas não quer dizer que ele ache as suas ridículas. O melhor amigo passa horas com você escolhendo roupas descoladas e filmes cool, mas ele também tem nojo do que ( e com quem ) você anda fazendo entre quatro paredes.O melhor amigo te empresta dinheiro, mas não senta no seu colchão e pergunta desprentesiosamente como vão as coisas.O melhor amigo está cada dia mais importante e bem sucedido, mas cada dia mais distante e fechado em seu mundo. O melhor amigo se expressava de um jeito que você entendia a léguas, hoje ele acha que não te deve nenhuma satisfação. O melhor amigo fala frases subjetivas e soltas no ar. Mas não sabe mais dizer bom dia. O melhor amigo procurava caras do seu tipo pra te apresentar. Você procura sinais de cumplicidade entre vocês. Não acha. Então você se pergunta se vale a pena carregar o peso deste título, dessa patente chamada melhor amigo.
Qualquer que seja o tipo de relação, exige cumplicidade. Em uma coisa ou outra, algumas mais, outras menos. Mas deve ter. acho que devemos saber exatamente o que esperar das pessoas, não caindo na ilusão de acharmos alguém cem por cento igual em nossos gostos e expectativas. Alguns não tem nada a ver com você no que diz respeito ao tipo de programa que curte fazer, mas te ouvirá..como nenhum outro. seja amigo, pai, namorado, irmão..qualquer relação que tenhamos que nos esforçar além da medida, lutar todo dia pra não morrer, suar a camisa pra administrar e manter “viva” uma amizade..um amor..sinceramente não vale a pena. Não deve valer..certas coisas devem ser simples.espontâneas e leves de carregar no peito.pelo menos as coisas que você um dia desejou carregar em seu peito pelo resto da vida.

2 comentários:

Corino Nunes disse...

eu concordo.

paulo raic disse...

Taí, eu fiz tudo p'rá você gostar de mim
Oh! meu bem, não faz assim comigo não! (est.)
Você tem, você tem que me dar seu coração!

Meu amor não posso esquecer
Se dá alegria faz também sofrer
A minha vida foi sempre assim
Só chorando as mágoas que não têm fim

Essa história de gostar de alguém
já é mania que as pessoas têm
Se me ajudasse Nosso Senhor
eu não pensaria mais no amor