sexta-feira, 12 de junho de 2009

francamente..

Então, é mais ou menos assim, ó:

A gente dança conforme a música, mas dança tudo errado só de pirraça.
A gente empresta dinheiro do Cheque Especial pro amigo.
A gente dá o perdido e pega outro.
A gente cobiça o homem alheio ( geralmente dos amigos(as).
Mas a gente não perdoa quando cobiçam o nosso (a).
A gente faz nossas próprias roupas pra dizer que é original e diferente.
A gente reclama que não querem namorar com a gente ( mas a gente é chato pra caralho e vive dando foras nos que aparecem querendo a gente. )
A gente morre de curiosidade de experimentar doce, fazer bareback, tomar viagra, mas não tem coragem.
A gente não sabe a letra da música em inglês, mas copia e posta.
A gente leva o amigo pra vomitar na vaso e traz pra casa.
A gente ama pornografia mas não assume.
A gente é bem menos intelectual do que parece.
mas a gente engana, de vez em quando.
A gente fala e escreve errado de propósito. ( as vezes nem sempre de propósito ).
A gente ama desmunhecar quando estamos sós entre a gente.
A gente sabe quem quer só a gente como um bichinho de estimação.
A gente sofre por amor, mas descarrega a mágoa na carne que é uma beleza.
A gente debocha das faveladinhas. e muito.
A gente sabe apreciar tanto Virginia Wolf e Balenciaga como Corbin Fischer e Randy Blue.
A gente sente saudades e uma dívida com nossos pais.
A gente esconde que frequenta lugares baixos e imundos.
A gente gosta de entrar antes na boate pra pagar menos.
A gente espera por coisas que não fazem sentido.
A gente sempre tem recaída.
A gente ODEIA que amigas sem noção apresentem bichas nada a ver com agente.
A gente sonha na maior parte das vezes em ser especial em algo e pra alguém, de alguma forma.
A gente vai aprendendo estratégias de sobrevivência.
A gente tem medo de dizer adeus.
A gente é neurado com o corpo alheio.
A gente se frusta e chora por algo que perdeu hoje
mas amanhã a gente dá graças a Deus por ter sido assim.
A gente come só coisa que não presta;

A gente se deslumbra com tão pouco, as vezes.
A gente sempre tem uma paixão pra toda a vida.


A gente não deveria sentir tanta vergonha da gente.

2 comentários:

Corino Nunes disse...

JOAPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

Ri, refleti e AMEI!

Permite-me algum dia postas isso no meu blog? hahaha

Li disse...

Tudo verdade! Gostei da parte da desmunhecada qdo estamos sós, essa é clássica!
Parabéns pelo blog.