quinta-feira, 29 de julho de 2010

estou doente

meu corpo está mole, mas pesado. como piche. e com febre. e meu coração, esse parece que foi cortado em vários pedaços e batido no liquidificador. eu odeio, ODEIO me sentir nessa fragilidade toda, e me esconder debaixo so sofá, como acontece com os nossos cachorros quando estão doentes. Minha cabeça dói, e bate contra paredes invisíveis.

4 comentários:

K. disse...

é nessas horas que somos mais seres humanos e somos lembrados de que não somos invencíveis... nem fisicamente, nem emocionalmente.
mas passa
e aí, tudo fica tão mais interessante do que antes...

Pedro disse...

Poutz... Se servir de consolo, nada - bom ou ruim - dura pra sempre, logo vai passar.

Melhoras!

JUNIOR CHAN disse...

melhoras

b´´´ disse...

espero que fique bem, joapa.
você é daquelas pessoas no mundo que a gente quer ver sempre bem, mas... isso acontece, o que seria dos momentos felizes sem os momentos tristes? acho que sequer existiriam.
desculpa 'fazer a íntima', mas é que sempre leio seu blog e... de alguma forma já me sinto de casa. hsuahsaoie'
bjos ;*