terça-feira, 14 de julho de 2009

Harry Bush

.





Me sinto honrado em falar aqui deste artista. Harry Bush é completamente desconhecido pra maioria absoluta das pessoas. até mesmo aquelas que apreciam arte homoerótica não é fácil o acesso a seus incríveis desenhos. Bush sempre foi um recluso. a maior parte de seu trabalho jamais havia sido exposta a um grande público. era discreto ao extremo, e neurado com a questão de direitos autorais. direto brigava com editores sobre a qualidade da reprodução de seus trabalhos, obrigando os muitas vezes a republicar toda uma edição.

Bush começou como um militar, na Marinha, em seguida, na força aérea e, finalmente, no Pentágono.

aos 40 anos foi descoberto pelo bombado fotógrafo Bob Mizer que passou a publicar seus desenhos na sua clássica Physique Pictorial, sendo assim Harry Bush tinha outra renda além da sua pensão militar. Bob apresentou a Bush toda aquela loucura da vida gay de Los Angeles nos anos 60, mas Bush não conseguiu entrar e se jogar de cara nessa utopia hedonista toda. ( na verdade, quando se viu ao vivo ali, ficou chocado ) talvez os anos de disciplina e repressão em toda sua vida pesaram nesse momento. e toda sua luxúria e tensão sexual foram canalizados por seus fortes desenhos, ao mesmo tempo sutis, suaves, românticos, absurdamente belos. como um Michelangelo, sem medo de de ser hiperbólico.
quando se fala em arte homoerótica o primeiro nome que vem à cabeça é Tom of Finland. eu gosto ( mas nem taanto ) do trabalho dele, mas acho os homens de Tom feios, tortos demais..

Por mais que a temática de Bush seja direta e literal, com seus homens sem um pingo de pudor, acho que ele ultrapassa essa barreira e rótulos da gay art. aliás, detesto esse termo. Bush usa de uma maneira bárbara lápis de cor. ando obcecado com seu uso de hachuras e cores. sua linha é tão leve, e ao mesmo tempo pesada, firme, como um belo corpo masculino deve ser.



não é fácil achar muita coisa dele da Web, mas divido aqui com vocês alguns scans que fiz da revista Têtu. Tem um artbook a venda na Amazon chamado Hard Boys, que não deixarei de comprar por nada.



morreu em 2003 com 85 anos.




.

7 comentários:

paulo raic disse...

fiquei com agua na boca kkk

A. disse...

adoraria poder ter uma obra de arte sua junto ao meu corpo...
quando é mesmo que vc vai disponibilizar camisas com belas estampas para gente?

Rodrigo Mogiz disse...

Realmente, também não conhecia. Muito bom, melhor que Tom of Finland mesmo. Prefiro! Gostei de conhecer.
Abraço.
Mogiz.
www.escritosmogiz@blogspot.com

LD disse...

Oi! Obrigado pela autorização. Postei lá, escrevi um pouco sobre coisas que me relacionei com alguns dos seus trabalhos e fiz uma montagem com três imagens pra ter um controle do que é posto no blog.

Espero que goste.

ATORON Harry Brush

Luis disse...

Caraca, realmente a tecnica dele é muito boa, deu ate vontade de de desenhar...rs
Uma pena que ele não possui um site proprio com o seu acervo...

Post show, cara...
abraços.

Willian Bruno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabinho disse...

Há anos conheço a arte de Harry Bush e sempre fui aficcionado por ele. Tenho muitas de suas obras salvas no meu computador.


Mas gostaria de avisar que o último desenho, se não me engano, não é de sua autoria.