segunda-feira, 3 de novembro de 2008

casca do ovo

ultimamente tenho sentido que boa parte dos meus amigos têm entrado em neuras de não saber o que fazer da vida, pra onde ir, se realmente gostam do trabalho, curso que fazem..um monte de coisas relacionadas. com todo mundo na faixa dos 24 anos, é mais ou menos esse o sentimento geral que tenho acompanhado e que posso me incluir também. Acho que a maior parte da gente tem pânico dessas horas, de se colocar em frente ao espelho e colocar em xeque todas aquelas convicções, sonhos, ideais, tudo aquilo que um dia acreditamos ser tão inabalável.

é quase uma afronta alguém ou algo aparecer e questionar nossas crenças tão resolvidas.

por mais que sejam duros e triste esses momentos, e todo o desânimo que ele traz ao redor, acredito que o que vem depois dele é muito bom. A idéia de alguém que está sempre em questionamento com o mundo me agrada do que aqueles que não abrem mão da sua idéia pré concebida de mundo perfeito, o que jamais vou acreditar.

agora..cada um sabe como lidar com essa fase nebulosa da sua vida..alguns seguem o caminho da revolta com tudo, outros da resignação, já conheço gente que parte pra algo completamente nada a ver, outros transformam isso em poesia, outros seguem a paranóia, outros viram chatos e velhas ranzinzas na faixa dos seus 20 e poucos anos.

enfim, tenho pânico de posts auto ajuda, pretensiosamente exemplares, mas no fundo era mesmo dividir um pouco dessa angústia das coisas da modernidade, e os pequenos dramas diários, aqueles.

2 comentários:

Michael disse...

ai a crise dos 25 anos, joão!
nem me fale...

Álvaro disse...

Eu não gosto do curso q faço!.Q depre, na verdade é mais da faculdade...rs
Q odio.Crise dos 24...kk
Bjs